Previne

Diretoria se reúne com deputados para tratar do Sistema de Remoções

Categoria: Notícias Criado: Sexta, 15 Setembro 2017 09:02

A diretoria do SESF-RS esteve na Assembleia Legislativa no dia 14 de setembro para apresentar a deputados uma pauta de reivindicações envolvendo o Sistema de Remoções de Corpos. Na oportunidade, os dirigentes se reuniram com os parlamentares Ronaldo Santini (PTB), Any Ortiz (PPS) e Nelsinho Metalúrgico (PT) para explicar o funcionamento do sistema e trazer as dificuldades enfrentadas pelas funerárias para executar o serviço gratuito de remoção e traslado de corpos ao Departamento Médico-Legal (DML) nos casos de morte violenta, conforme prevê o convênio firmado entre o governo do Estado e o Sindicato. Entre as reivindicações, está a reabertura de postos do DML que estão fechados, a garantia do não fechamento de postos em funcionamento e de um atendimento ágil e ininterrupto, e a isenção de pedágio para veículos de empresas que participam do sistema.

Na reunião com Any Ortiz ficou acertado que a deputada pedirá uma audiência com o titular da Secretaria da Segurança Pública (SSP), Cezar Schirmer, para tratar da questão dos postos do DML. Quanto à isenção de pedágio, Any se propôs a pedir uma audiência com o diretor-presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), Nelson Lídio Nunes, e levar o pedido. “Podemos também apresentar um projeto de lei para requerer a isenção”, disse a deputada. Ainda na reunião, o vice-diretor administrativo Maicon Bogorni da Costa Leite elencou os benefícios do Sistema de Remoções de Corpos e afirmou que “o convênio moralizou o serviço funerário no Estado”.

No encontro com Ronaldo Santini, o presidente Carlos Alberto Graff detalhou algumas das dificuldades enfrentadas pelas funerárias com o atendimento falho nos postos do DML. “Muitas vezes os corpos recolhidos têm de ficar em nossos carros ou empresas, pois não há servidores para recebê-los”, revelou. Santini se comprometeu a intervir em favor do SESF-RS junto à SSP. “Pedirei uma audiência com o Schirmer para tratar da demanda dos postos”, garantiu. O deputado também recomendou que o oficiassem com o pedido de isenção de pedágio. Com o documento em mãos, levará à EGR.

Na reunião com Nelsinho Metalúrgico foi discutida a possibilidade da realização de uma audiência pública para tratar dos problemas nos postos do DML. “Estou à disposição para auxiliar nisso. Tenho profunda admiração pelo trabalho das funerárias”, destacou o deputado, que integra a Comissão de Segurança e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa. Ainda no encontro, o diretor financeiro Claunei Carvalho Szczepaniak lembrou o prejuízo às famílias com o mau atendimento nos postos. Segundo ele, a demora no processo de liberação do corpo “só aumenta o sofrimento e a dor do enlutado”.

Além de Maicon, Graff e Claunei, participaram das reuniões o vice-presidente Valdir Gomes Machado e a assessora legislativa Ana Paula Gaiesky Oliva.

 

0
0
0
s2smodern