Filtro
  • Reunião no DML

    O diretor administrativo Luiz Carlos Brum, o secretário executivo Rodrigo Oliveira da Silva e o assessor jurídico José Horácio Gattiboni representaram o SESF-RS em reunião ocorrida no dia 29 de junho, no Departamento Médico-Legal (DML), em Porto Alegre, que teve a participação do novo diretor do órgão, Luciano Haas. Em pauta, o Sistema Funerário Municipal. Os representantes do Sindicato integraram o grupo que foi ao encontro, liderado pelo presidente da Comissão Municipal de Serviços Funerários de Porto Alegre (CMSF), Paulo Valentim Saldanha Fernandez. Zélio Roberto Bentz de Oliveira, representante do SESF-RS na comissão, também participou da reunião.

    O encontro serviu para apresentar a comissão e reafirmar a parceria com o DML no atendimento à população, principalmente na questão do sepultamento gratuito municipal, serviço que é prestado pela Central de Atendimento Funerário de Porto Alegre (CAF) às famílias carentes. O objetivo da reunião foi de alinhar as questões burocráticas e operacionais para aperfeiçoar os processos. No encontro, o presidente da CMSF explicou as rotinas do sepultamento gratuito, bem como a logística que envolve hospitais e dois cemitérios da capital. Fernandez destacou a parceria com a Associação Sul-Brasileira de Cemitérios e Crematórios (Asbrace), que apoia a iniciativa com a disponibilização de vagas, e elencou as medidas tomadas pela comissão para qualificar a gestão do Sistema Funerário Municipal, interagir com os usuários e coibir práticas como o agenciamento de corpos.

    Outro tema tratado na reunião foi a criação de um serviço de verificação de óbitos. De acordo com o diretor do DML, isso não deve ocorrer devido à falta de recursos do estado. Haas entende que a prefeitura de Porto Alegre deve se organizar para fazer o primeiro atendimento e fornecer a declaração de óbito nos casos em que não há suspeita de morte violenta. Segundo ele, a questão já tramita e o próximo passo será contatar o secretário municipal da Saúde para tratar a respeito. Na parte final do encontro, o chefe da Divisão de Perícias Metropolitana do DML, César Augusto Ferreira, registrou a satisfação do órgão com o serviço prestado pelas funerárias no Sistema de Remoções de Corpos. De acordo com Ferreira, mesmo com todas as dificuldades de atendimento nos postos, só não há problemas maiores porque as empresas têm cumprido com suas atribuições.

    Também participou da reunião o chefe da Divisão de Perícias da Capital, Oscar Carvalho de Lima Filho, pelo DML; a gerente-geral da CAF, Isis Graziela Duarte da Fontoura; o administrador dos três cemitérios municipais geridos pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Porto Alegre (Smam), Sérgio Augusto Ribeiro Abrahão; e o chefe do Cemitério São João, Alexsandro Silva da Costa.

  • Recadastramento em Tramandaí

    A Delegacia Regional Litoral Norte recadastrou as empresas de sua região no Sistema de Remoções de Corpos. A reunião para isso ocorreu no dia 23 de junho, em Tramandaí, na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Ao todo, 11 funerárias estiveram representadas e se recadastraram. A programação do encontro teve mensagem de abertura do secretário executivo Rodrigo Oliveira da Silva, pronunciamento do presidente Carlos Alberto Graff, espaço para debate de questões envolvendo o setor funerário na região, espaço do patrocinador (Grupo L. Formolo), entrega dos certificados e almoço de confraternização. Durante a reunião foram discutidos assuntos como assédio de agentes funerários, agenciamento de corpos e a possibilidade de fechamento do posto do Departamento Médico-Legal (DML) de Osório, que prejudicaria as empresas da região. Sobre isso, o delegado regional Anderson Hoffmeister relembrou que a questão foi tratada em reunião no Instituto-Geral de Perícias (IGP), ocorrida em março, com a presença da diretoria e três delegados regionais do Sindicato. Naquele encontro, Hoffmeister havia manifestado aos servidores do IGP sua contrariedade com a possibilidade de fechamento do posto, bem como o prejuízo às funerárias do Litoral Norte, que teriam de trazer os corpos removidos para o DML, em Porto Alegre. Na sua manifestação, Graff destacou a importância da ética na prestação do serviço, do respeito às famílias enlutadas e do zelo com a imagem da categoria. O presidente enfatizou que as empresas devem cumprir com suas obrigações e regramentos aos quais estão submetidas.

     

  • Brum discursa na OAB/RS

    O diretor administrativo Luiz Carlos Brum discursou em audiência pública sobre segurança, ocorrida no último dia 19, na seccional gaúcha da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RS), em Porto Alegre. O painel, que teve a participação de representantes da sociedade civil organizada, debateu os problemas e perspectivas da gestão de segurança pública no Estado.

  • Julgamento

    A diretoria do SESF-RS se reuniu no último dia 19 para julgar um processo administrativo envolvendo duas funerárias do Litoral Norte. A reunião teve a presença do delegado regional Anderson Hoffmeister. O processo foi analisado pelo assessor jurídico José Horácio Gattiboni. O resultado do julgamento foi comunicado às empresas.